I say blog!
  • 01
  • set

Gota: a inflamação causada pelo excesso do ácido úrico

Por Lais, em Curiosidades.

saiba um pouco mais sobre acido urico 1 488 300x300 Gota: a inflamação causada pelo excesso do ácido úricoDentre os muitos mitos e crendices populares sobre a medicina, as alterações provenientes do excesso do ácido úrico estão entre as mais disseminadas entre a população. “Diferente da crença geral, o excesso de ácido úrico não causa descamação de mãos e pés, não aumenta com a ingestão de frutas cítricas e não causa escurecimento da pele no contato com metais de bijuterias”, esclarece o reumatologista Sergio Bontempi Lanzotti, diretor do Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares (Iredo).

As histórias e lendas sobre o ácido úrico nos remetem a tempos muito antigos. Hipócrates descreveu casos de gota séculos antes de Cristo. A partir da descrição detalhada dos sintomas articulares causados pela doença, a gota passou a ser conhecida como “a enfermidade dos patrícios” ou “a doença dos reis”. A intoxicação crônica pelo chumbo presente nos alimentos e no vinho talvez tenha sido a causa da epidemia de gota que se disseminou entre os habitantes da Roma antiga e da Inglaterra vitoriana, porque o excesso de chumbo interfere no mecanismo de excreção do ácido úrico pelos rins. Do século XVII ao século XIX, na Inglaterra, a gota constituiu-se numa verdadeira epidemia. A doença era associada à vida dos que cediam à gula.

Hoje, já temos a compreensão que a gota é causada pelo aumento da concentração sangüínea de ácido úrico, que dá origem a episódios recorrentes de artrite, mediada pela deposição de cristais desse ácido nas articulações. O ácido úrico é uma substância presente no nosso organismo e proveniente do nosso metabolismo, ou seja, nós produzimos ácido úrico e essa produção é responsável por 90% de todo o ácido úrico do corpo. O restante, cerca de 10%, provém da dieta.

Logo, na maioria das vezes, o que define os níveis de ácido úrico no sangue das pessoas não é o que elas comem e sim a quantidade da substância que elas produzem. “O índice desta substância não deve ultrapassar o limite máximo de 6,0mg por 100 ml de sangue nas mulheres e 7,0 mg, nos homens. Caso contrário, o excesso de ácido úrico pode exceder a capacidade de solubilidade do sangue, formando os temidos cristais, que vão sendo depositados nos órgãos e nas articulações e que podem levar a um intenso processo inflamatório, com disfunção de órgãos importantes, como os rins, além de inchaço das juntas, conhecido como gota”, explica o reumatologista.

Podemos ter excesso de ácido úrico quando produzimos muito ou quando excretamos pouco esta substância. “As principais causas para o aparecimento da doença são a herança genética e os defeitos metabólicos que culminam no acúmulo da substância no organismo”, diz Sérgio Lanzotti.



1 Comentário Publicado por Lais
Tags associadas ao artigo: , , .
Outros artigos:

Artigos relativos a "Gota: a inflamação causada pelo excesso do ácido úrico"

  • Ácido úrico acomete mais os homens
    Ácido úrico acomete mais os homens

    Não há cura para quem sofre deste mal. No entanto, é possível controlar os níveis de ácido úrico no sangue. Em casos mais graves, há medicamento específico que é usado [...]



Comente:

1 comentrio su "Gota: a inflamação causada pelo excesso do ácido úrico"

  1. [...] ricas em frutose, como refrigerantes e sucos de laranja, apresentam um risco elevado de desenvolver gota. Os resultados do estudo foram apresentados por reumatologistas da University of British Columbia, [...]


Imagens

3maçã
Progeria
Ambiente saudável
Medicamentos

Feed RSS

Mantenha-se sempre atualizado, assine agora o Feed Rss.

Cadastre-se & Login

Cadastre-se e identifique os seus comentários.

Newsletter

Cadastre-se para receber todos os novos posts do blog:





© Corpo Saun, is part of the network IsayBlog! whose license is owned by Nectivity Ltd.